TSE mantém cassação de Thiago Nunes em Agrestina

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tarcísio Vieira, manteve a decisão do TRE-PE que decidiu pela cassação do prefeito de Agrestina, Thiago Nunes, e do vice, Zito da Barra. Ainda na decisão, o ministro determinou que a cidade continuasse com a eleição indireta até que a população escolha seu novo prefeito em 15 de novembro.

Thiago Nunes e Zito da Barra também ficarão inelegíveis até 2024. Eles foram condenados por contratar funcionários ilegalmente em 2016, ano em que se reelegeram prefeito e vice-prefeito. Em setembro último os dois e outras três pessoas foram presos em uma da Polícia Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top