De volta: início dos treinos, novo número de funcionários testados e Maycon Cleiton

Maycon Cleiton, goleiro do Santa Cruz (Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)

A saudade de pisar na grama, enfim, pôde ser matada. Como previsto, o Santa Cruz deu início aos treinos na manhã desta quarta-feira (17), depois de mais de três meses monitorando os jogadores, que faziam os trabalhos físicos de casa, através da cartilha de treinamentos passada pela comissão técnica. 

No primeiro período, os jogadores foram divididos em dois grupos, sendo que somente os goleiros treinaram no CT Ninho das Cobras, na Guabiraba. Os demais, tiveram os trabalhos conduzidos pelo preparador físico Cláudio Romão, no campo do Hotel Campestre, em Aldeia, onde alguns atletas estão hospedados. Por enquanto, nada de movimentação com bola. Os treinos estão sendo restritos ao recondicionamento físico dos jogadores. 

Na programação, outro grupo treina no Centro de Treinamento no momento, também cumprindo as medidas de distanciamento social nos circuitos de treinos físicos. A previsão é que o processo seja repetido nesta quinta, porém com os trabalhos focados no CT, em grupos divididos em dois períodos. 

Acompanhado pelo preparador de goleiros, Renato Pontes, e pelos colegas de trave – Carlos Miguel e Luiz Fernando -, Maycon Cleiton, que cumpriu o período de isolamento social em Cuiabá ao lado da família, citou ansiedade e não escondeu a gratidão pelo retorno. 

“Não só eu, como todos estávamos ansiosos para voltar aos treinos. A gente já respirou o ar do Recife, então é muito gratificante. Nós sabemos o momento difícil que passamos em casa, nessa espera, com esse meio tempo sem saber se voltava ou não. Apesar dos jogos ainda não terem sido definidos, o trabalho está sendo feito. Renato (preparador de goleiros) já conversou com a gente e a comissão técnica deixou detalhado como vai ser. Agora é esperar a definição dos campeonatos”.

Novos casos
Por outro lado, o número de funcionários que realizaram o teste para Covid-19 foi atualizado pelo departamento médico do clube, em uma espécie de resumo final, junto aos resultados. Ao todo, 86 coletas foram feitas, entre colaboradores, comissão técnica e jogadores. Desse quantitativo, nove profissionais foram diagnosticados com o novo coronavírus, incluindo três atletas, como antes divulgado. De acordo com o DM, todos os funcionários que testaram positivo para a doença já estão recuperados, imunes e não podem mais transmitir o vírus, portanto, podem voltar aos trabalhos envolvendo o futebol do clube. 

Sendo ainda uma das ausências do Tricolor, o preparador físico Carlos Gamarra permanece em Santa Catarina, no Sul do país, resolvendo questões familiares e deve fazer o teste da Covid-19 assim que retornar à Capital Pernambucana. 

Do Portal FolhaPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top