Balanço: 9 pessoas são assassinadas durante 24 horas em Pernambuco

Ossada humana encontrada em Agrestina

Registrados 9 homicídios durante as últimas 24 horas em Pernambuco. Entre as vítimas uma mulher. Com estas mortes, já são 170 assassinatos neste mês de julho no Estado. De janeiro até agora já mataram 1.840 pessoas em Pernambuco.

Em Canhotinho, um homem foi executado com mais de 10 tiros na tarde desta terça-feira (20), no Sítio Bulandeira, zona rural do município. José Manoel Gomes, 33 anos, conduzia uma moto quando foi emboscado. Ele morava no bairro Elisa Holanda e trabalhava como vendedor de veículos.

Em Águas Belas, um homem foi assassinado a facadas na madrugada desta quarta-feira (21). Josuel Barboza de Melo, 40 anos, foi socorrido pelo SAMU e morreu no hospital da cidade.

Em São Bento do Una, a vítima da violência foi uma mulher. A idosa Maria das Dores Ferreira, 70 anos, foi morta com um tiro na cabeça. O crime aconteceu no Sítio Riachão, zona rural do município.

Em Agrestina, populares encontraram uma ossada humana em um matagal próximo ao Sítio Umbuzeiro, na divisa com Altinho. Não foi possível identificação. O corpo foi carbonizado. A ossada foi encaminhada para o IML do Recife.

Em Toritama, a polícia prendeu, através de Mandado de Prisão, Valdeni Ivo das Neves, 46 anos. Ele é suspeito de envolvimento na morte da esposa, Paula Maria do Paraíso Lima, 35 anos. Ela foi assassinada a tiros no dia 2 deste mês, em uma estrada do Sítio Santa Maria, zona rural do município. Valdeni foi levado para o Presídio de Santa Cruz do Capibaribe. A prisão é temporária.

Acidentes

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 5 acidentes no plantão 24 horas, em rodovias federais de Pernambuco, com 12 veículos envolvidos. Seis pessoas ficaram feridas.

Na BR-423, em Jucati, no Agreste, cinco veículos se envolveram em um engavetamento nesta terça-feira (20). O motorista de um caminhão bateu na traseira de uma van, que atingiu outros três veículos. Três mulheres que estavam na van ficaram feridas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top