Músicos pernambucanos estarão na Orquestra Mozarteum em 2019

Instrumentistas pernambucanos passam a integrar a Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro (OAMB) que, para 2019, teve 316 candidatos na seleção de bolsistas que é feita anualmente – em 2018 esse número foi de 237. 

E para o ano novo que se aproxima, a OAMB 2019 já está com apresentações marcadas no 8º Música em Trancoso, na Bahia, entre os dias 23 e 30 de março, com agenda que inclui concertos no Teatro L’Occitane e atividades socioeducativas.

A orquestra chega ao festival com 90 integrantes oriundos de onze estados – Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal, além da Colômbia e Bolívia. 

Para o maestro titular da OAMB, Carlos Moreno, a Orquestra busca selecionar jovens de estados do Brasil e de países latino-americanos cumprindo, dessa forma, o objetivo de ser um grupo diversificado, que abre novos caminhos aos músicos que participam da iniciativa.

Mozarteum
Criada na década de 1980, a associação cultural Mozarteum tem como objetivo valorizar e difundir a cultura musical por meio da organização e promoção de espetáculos de música erudita e da manutenção de uma série de atividades educativas em São Paulo e em Trancoso, na Bahia. O intuito é fomentar a inclusão social e estender o acesso ao melhor da música para o maior número de pessoas. 

Em sua trajetória realizou mais de 1,5 mil concertos, vistos por mais de dois milhões de espectadores em salas de concertos e locais públicos. Mais de nove mil alunos passaram pelas masterclasses e 340 jovens talentos foram encaminhados a instituições musicais nacionais e europeias, por meio de bolsas de estudos concedidas pela instituição.

 

Do Portal FolhaPE

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top