Balanço: 37 pessoas são assassinadas no fim de semana em Pernambuco, sendo 3 em Caruaru

Foto: Renan da Funerária/Cortesia para Rádio Liberdade

O fim de semana foi bastante violento em Pernambuco, com o registro de 37 assassinatos, sendo 10 na sexta-feira, último dia de abril, e 27 nos dois primeiros dias de maio. De janeiro até agora já mataram 1.160 pessoas no Estado.

Em Caruaru, o mês de maio começou marcado pela violência. Três pessoas foram assassinadas no fim de semana, sendo duas no sábado (01) e uma no domingo (02).

O primeiro crime aconteceu no bairro Luiz Gonzaga. Giuliano Silva Monteiro, 35 anos, foi morto a tiros. Ele era conhecido por “Gil Bala”. O assassino estava em um veículo não identificado.

O segundo homicídio ocorreu no Sítio Pitombeira, zona rural do município. Alan Gomes da Silva, 27 anos, também foi morto a tiros.

O terceiro assassinato ocorreu na Vila Kennedy. O corpo do ex-presidiário Hugo Henrique da Silva, 23 anos, foi encontrado na manhã deste domingo. Ele foi morto a pedradas. De acordo com familiares, o jovem era usuário de drogas.

Com estes três crimes neste mês de maio, subiu para 36 o número de pessoas assassinadas este ano em Caruaru.

Em Canhotinho, morreu em confronto com a polícia Erivaldo Francisco Neves de Oliveira, 49 anos. Ele passou 30 anos preso e cometeu 24 homicídios. Entre as vítimas, o próprio irmão. “Cabelinho”, como era conhecido, estava foragido da Justiça de Alagoas. Ele estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica, rompeu o equipamento e fugiu para Pernambuco, onde já se articulava para cometer crimes e atuar no tráfico de drogas.

Em São Joaquim do Monte, dois jovens foram baleados e um morreu. José Wellington Alexandre, 19 anos, morreu no local e Samuel Rodrigues Feitosa, 20, foi socorrido pelo SAMU para o hospital da cidade. Possivelmente a casa onde as vítimas estavam funcionava como ponto de venda de drogas.

No Agreste, também foram registrados homicídios no fim de semana em São Caetano e Taquaritinga do Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top