Acusado de matar Marcolino Júnior é condenado a mais de 30 anos

Foto; Evaldo Magalhães/Liberdade

Terminou no final da noite desta quarta-feira (21), no Fórum Demóstenes Batista Veras, em Caruaru, após 15 horas, o julgamento de Rafael Leite da Silva, de 33 anos, acusado de matar o colunista social Marcolino Júnior. Ele foi condenado a 30 anos e 5 meses de prisão.

Rafael deve cumprir a pena em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emprego de meio cruel, e recuso que impossibilitou a defesa da vítima) e ocultação de cadáver. Ele está preso na Penitenciária Juiz Plácido de Souza.

Marcolino Júnior

Marcolino Júnior, 46 anos, foi assassinado no dia 16 de abril de 2016, em um motel de Caruaru. Rafael aplicou um golpe de jiu-jítsu e desferiu em seguida os golpes de faca peixeira no pescoço da vítima. O corpo dele só foi localizado dois dias depois em uma mata do Distrito de Insurreição, zona rural de Sairé.

O suposto comparsa de Rafael Leite, Davi Fernando Ferreira Graciano, 22 anos, segue em liberdade provisória. Ele ainda não teve a sentença de pronúncia anunciada, uma vez que restam ainda alguns elementos a serem apresentados no tocante ao processo judicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top