Hélio analisa saída de Anderson e busca por goleiro; Bruno quer voltar

Hélio dos Anjos – Foto: Tiago Caldas/CNC

A posição de goleiro é, no momento, a maior prioridade do Náutico para o início da temporada 2021. Após não conseguir renovar o empréstimo de Anderson, que retornou ao Athlético, o clube tentou a contratação de Caíque França, do Corinthians. A negociação estava bem encaminhada, mas no final o clube paulista optou por segurar o atleta. Agora, o Timbu pode apostar na vinda de um antigo prata da casa, Bruno. Desde junho de 2019 atuando no futebol português, o atleta quer retornar ao Alvirrubro.

“Estamos pesquisando nomes. A opção que tínhamos (Caíque França), com tudo acertado, não ficou porque o Corinthians, na última hora, segurou o jogador e isso demonstra a qualidade que ele tem. Mas temos boas perspectivas de definir o mais rápido possível a chegada de mais um goleiro para o setor”, afirmou o técnico Hélio dos Anjos.

Contratado por empréstimo pelo Gil Vicente, há dois anos, Bruno sequer jogou no clube. Em seguida, foi cedido ao Vilafranquense, disputando apenas duas partidas. As poucas partidas fizeram o atleta solicitar o retorno ao Náutico. Caso isso aconteça, ele disputará posição com Jefferson.

Ainda sobre a situação, Hélio elogiou o antigo dono da meta e ressaltou que, mesmo com pressa, o Náutico precisa encontrar um nome que se encaixe no perfil do time. “Anderson foi de suma importância para nós em todos os jogos que participou. Fiquei muito triste de não contar com ele. Mas, por tudo que fez aqui, é natural ter um melhor aproveitamento no Athlético. Baixamos a média de gols (sofridos), mas ele também não fez tudo sozinho. Ele participou, assim como a defesa participou, o meio e o ataque. É uma perda, mas não podemos viver do passado. Temos que buscar alternativas. É importante frisar que, hoje, a necessidade é até em termos de números. Renan, que era o terceiro goleiro, teve uma lesão que o deixará afastado por 20 dias. Mas não podemos caçar e trazer qualquer um. O perfil do Náutico já existe e, quem vier, precisa encaixar nisso para nos ajudar”, completou.

Trindade e Ruy

Remanescentes da temporada passada, o volante Matheus Trindade e o meia Ruy terão destinos diferentes. O primeiro, dado como descartado, permanecerá o Timbu a pedido do técnico Hélio dos Anjos. O segundo, mesmo com vínculo até o final do Campeonato Pernambucano, deve rescindir o contrato.

“A permanência de Trindade foi um pedido meu, do treinador que conviveu com o jogador por 90 dias. Tenho os números dele, o comportamento no jogo. Toda vez que ele entrou, elevou nosso nível. É um jogador jovem, praticamente da idade do Rhaldney, que compõe bem o setor. Gostei sempre das suas entradas. Apenas em um jogo eu achei que ele não rendeu o que podia. Mas ele vai fazer parte do grupo. A renovação dele foi por inteira responsabilidade minha”, explicou o treinador.

Trindade disputou 19 jogos pelo Náutico. Já Ruy, por outro lado, fez 18, marcando apenas um gol.

Informações do Portal FolhaPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top