Náutico vence Cuiabá por 2×0 e deixa Z4 da Série B

Rafael Ribeiro, zagueiro do Náutico – Foto: Caio Falcão/CNC/Divulgação

O Náutico está fora da zona de rebaixamento da Série B. Momentaneamente, já que Figueirense e Paraná, clubes que podem ultrapassar o Timbu, só jogam depois na rodada. Mas isso não diminui o feito dos alvirrubros. Cinco partidas sem perder. Três triunfos consecutivos atuando nos Aflitos. Bola parada sendo decisiva nas conquistas. O resultado de 2×0 diante do Cuiabá, nesta terça (22), foi construído com os gols de Rafael Ribeiro e Jean Carlos. Suficiente para deixar a equipe na 16ª posição, com 35 pontos.

O Cuiabá entrou em campo com 18 pontos a mais e 15 posições à frente do Náutico na tabela de classificação da Série B. Nada disso, porém, deu vantagem aos visitantes no jogo. Foi o Timbu, que luta para deixar a zona de rebaixamento, que chamou a responsabilidade e sufocou o adversário. Uma blitz no campo ofensivo, com Bryan caindo pela direita e Vinicius pela esquerda. Só faltou chutar mais.

Enquanto Anderson era um mero espectador, João Carlos passou a ser bem acionado – ainda que inicialmente para afastar cruzamentos. Porém, quando Jean Carlos cobrou falta venenosa, o camisa 1 do Cuiabá estava atento para espalmar bem e evitar o gol. Minutos depois, ele foi firme ao defender chute colocado de Vinícius, dentro da área.

Assim como no jogo contra o Sampaio Corrêa, o Náutico colecionou escanteios. O aproveitamento não foi dos melhores no fundamento. Antes do fim do primeiro tempo, Bryan teve nos pés a chance de abrir o placar, mas o chute parou na ótima defesa de João Carlos.

Inacreditável. Foi esse o sentimento dos alvirrubros ao ver a chance desperdiçada por Paiva. João Carlos saiu jogando errado e entrou a bola nos pés do atacante. Com o gol aberto e o goleiro já caindo, o paraguaio chutou para fora. Vinícius, em chute cruzado, também desperdiçou boa chance de trazer alívio aos mandantes.

Se os atacantes não estavam em um dia inspirado, o zagueiro Rafael Ribeiro mostrou que a atenção era total na defesa. Elton, dentro da área, chutou colocado. A bola passou por Anderson e tinha endereço certo, mas o jogador salvou em cima da linha. Um “gol” do defensor.

As aspas no parágrafo acima saem neste momento. Após escanteio de Jean Carlos, Rafael Ribeiro subiu alto e cabeceou para o fundo das redes. Herói duplamente. Novamente a bola parada sendo decisiva para os pernambucanos.

As últimas duas vitórias do Náutico foram por 1×0, contra Brasil de Pelotas e Sampaio Corrêa. Já estava virando uma marca do time. Aquele triunfo magro, no sufoco, na raça. Só que o capítulo desta noite teve um desfecho mais confortável. O motivo veio aos 39. Paiva sofreu pênalti de João Carlos. Jean foi para a cobrança e cobrou firme para fazer 2×0. O Náutico venceu e está fora da zona de rebaixamento da Série B.

Ficha técnica

Náutico 2

Anderson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga (Carlão) e Kevyn; Rhaldney (Trindade), Djavan (Renan Foguinho), Bryan (Dadá) e Jean Carlos; Vinícius (Jorge Henrique) e Paiva. Técnico: Hélio dos Anjos

Cuiabá 0

João Carlos; Lucas Ramon, Anderson, Ednei e Romário; Auremir, Pierini e Rafael Gava (Bonilha, Yago); Felipe Marques, Elton (Jenison) e Marcinho (William Santana). Técnico: Allan Aal

Local: Aflitos (Recife/PE)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO). Assistentes: Leone Carvalho Rocha e Edson Antonio de Sousa (ambos de GO)
Gols: Rafael Ribeiro (aos 12 do 2ºT) e Jean Carlos (aos 39 do 2ºT)
Cartões amarelos: Vinícius, Djavan, Erick (N); Romário, Auremir, João Carlos, William (C)

Informações do Portal FolhaPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top