Sport tenta superar desgaste para encarar Palmeiras no domingo

Até o momento, em quatro compromissos à frente do Sport, Jair Ventura pouco mexeu na estrutura da equipe. Até aqui, apenas Polli herdou a vaga de Maílson, desde o confronto contra o Grêmio, e Barcia ganhou o lugar de Jonatan Gómez, no embate da última quinta-feira. Com um duelo sobre o outro, o treinador ainda não teve uma semana cheia para trabalhar o elenco e, por isso, vem optando por mexer o mínimo nos 11 titulares. Porém, apesar da ideia de entrosar os jogadores, a sequência pesada de viagens e jogos vem desgastando o time. Na derrota ante o Fortaleza isso ficou claro, com a fraca atuação no Ceará. Visando o compromisso de domingo, o cansaço pode ser um problema para pegar o Palmeiras, em São Paulo.

Diante do Verdão, Jair Ventura irá para seu quinto jogo no comando do Sport, o quarto fora de casa. O treinador já esteve com o clube no Paraná, no Rio Grande do Sul, no Ceará e agora estará em São Paulo. Sem querer dar desculpas, reforçou que os times do Nordeste acabam sofrendo com as viagens durante o Nacional. “Não é só o Sport que vai sofrer com isso. Todos os times vão enfrentar esse obstáculo. O Rogério Ceni, por exemplo, está há mais de três anos no Fortaleza, conhece bem o elenco e pôde realizar quatro mudanças no time titular em relação ao último jogo. Eu só pude mexer em uma peça, ainda estou conhecendo os jogadores”, falou o treinador rubro-negro. “O calendário é apertado para todos os clubes. Tudo bem que Fortaleza, Ceará e Sport irão viajar mais um pouco, e já cheguei aqui sabendo dessa situação. Temos que acreditar no trabalho da fisiologia e da preparação física para recuperar os atletas”, completou.

Presente nos nove jogos do Sport até aqui no Brasileirão, o atacante Marquinhos reforçou o discurso de Ventura. Um dos destaques do time até aqui neste Brasileiro, o jogador pouco apareceu contra o Leão do Pici, e ressaltou a importância dos companheiros estarem bem na partida do final de semana. “As viagens estão sendo longas, acho que todas as equipes estão sentindo, apesar da nossa logística ser mais complicada. O pessoal da fisiologia está fazendo o possível para recuperar a gente, sentimos bastante contra o Fortaleza, faltou um pouco de perna, o que é normal. Contra o Palmeiras temos que estar bem para tentar agredir um pouco mais”, declarou o camisa 33.

Para a partida contra o Palmeiras, além de se preocupar com o desgaste físico, o técnico Jair Ventura terá que fazer uma alteração forçada na equipe. Diante do Fortaleza, Betinho recebeu o terceiro cartão amarelo no Brasileiro e está suspenso. O jogador foi titular nos quatro jogos do treinador à frente da equipe da Ilha do Retiro. Para seu lugar, João Igor foi relacionado. Se optar por usar mais uma vez um tripé de volantes, o atleta que veio do Santos pode aparecer entre os titulares. Outras alternativas podem ser a entrada de Mugni ou Bruninho para auxiliar na armação.

Do Portal FolhaPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top