Em jogo repleto de emoções, Sport perde para o Ceará

Foto: Stephan Eilert/Ceará SC

Em jogo realizado com os portões fechados por precaução ao coronavírus, Ceará e Sport fizeram um duelo movimentado no Castelão, em Fortaleza, na tarde deste domingo (15). Após um início sem emoção, os cearenses bateram os pernambucanos por 2×1 em encontro marcado por três pênaltis assinalados. Marquinhos abriu o placar para o Leão, enquanto Felipe Silva e Ricardinho anotaram os tentos para os donos da casa. Com o placar, o Rubro-negro segue com nove pontos, fica fora do G4 e não dependerá apenas de si para avançar ao mata-mata da competição regional. Na próxima rodada, a equipe de Daniel Paulista recebe o Confiança, na Ilha.

Sem Raul Prata, desfalque de última hora por conta de uma gastroenterite Daniel Paulista lançou o jovem Rafael ao time titular. Em seu debute como profissional, o prata da casa mostrou-se seguro, principalmente na marcação. Com as duas equipes precisando do resultado, ninguém queria dar nada de graça. A primeira metade da etapa inicial foi marcada por um jogo truncado, e de muito perde e ganha no meio-campo. Não à toa, os 45 minutos iniciais renderam três cartões amarelos por faltas cometidas na zona central do gramado. Se coletivamente as coisas não funcionavam, um lance individual fez a diferença. Aos 36, Marquinhos fez excelente jogada indo da esquerda para o centro. O camisa 33 deixou os marcadores para trás e bateu de pé direito, sem dar chances para Fernando Prass. Com o resultado adverso, os mandantes tentaram o empate mas pararam em Luan Polli.

Autor do gol do Sport, Marquinhos deixou o gramado nos minutos finais do primeiro tempo com um mal-estar. Após ser atendido do lado de fora do campo, o jogador seguiu sendo examinado na ambulância, mas foi liberado para acompanhar a segunda etapa do banco de reservas. 

Após terminar o primeiro tempo em cima do Sport, o Ceará voltou para a etapa final com o mesmo ímpeto e não demorou para igualar o placar. Aos 14, responsável pelas boas chegadas do Vozão ao ataque, Leandro Carvalho fez bela jogada pela direita e achou Felipe Silva livre para empurrar a bola para as redes. O empate animou os cearenses, que logo na sequência teve a chance de virar o jogo. Polli cometeu pênalti em Leandro Carvalho, mas Felipe Silva parou no arqueiro rubro-negro na cobrança. Três minutos mais tarde, foi a vez do Leão ter uma penalidade máxima a seu favor, porém Hernane mandou no travessão de Fernando Prass. Com o jogo lá e cá, Elton e Ricardinho ainda tiveram boas chances, mas pararam em Prass e na trave, respectivamente.

Quando a partida se encaminhava para o fim, mais uma vez apareceu Leandro Carvalho. Dono do jogo, o camisa 80 fez mais uma boa jogada pela direita e só parou no contato de Mugni. O árbitro Marcelo Aparecido de Souza assinalou mais um pênalti. Dessa vez, Ricardinho foi para a cobrança e fez o gol da virada dos donos da casa, aos 40, dando números finais ao encontro.

Ficha do jogo

Ceará 2
Fernando Prass; Samuel Xavier, Eduardo Brock, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Ricardinho, Fabinho e Felipe Silva (Wescley); Fernando Sobral (Mateus Gonçalves), Rafael Sobis e Leandro Carvalho (Cristiano). Técnico: Enderson Moreira.

Sport 1
Luan Polli; Rafael, Adryelson, Cleberson e Sander; Willian Farias, Rithely (Bruninho) e Lucas Mugni; Maxwell, Marquinhos (Jonatan Gómez) e Hernane (Elton). Técnico: Daniel Paulista.

Local: Castelão (Fortaleza/CE)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PB). Assistentes: Kildenn Tadeu Morais de Lucena e Ruan Neres Souza de Queiros (ambos da PB).
Gols: Felipe Silva, aos 14 do 2ºT e Ricardinho, aos 40 do 2ºT (CEA); Marquinhos, aos 36 do 1ºT (SPT)
Cartões amarelos: Fabinho, Luiz Otávio, Wescley e Samuel Xavier (CEA); Rithely, Cleberson (SPT)
Cartão vermelho: Rafael Sobis (CEA)

Do Portal FolhaPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top