Justiça considera ilegal paralisação programada por policiais civis de Pernambuco

O desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), José Carlos Patriota, concedeu liminar na tarde desta quinta-feira (12) considerando ilegal a paralisação programada pelo Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) para esta sexta-feira (13). Ele atendeu a pedido apresentado pela Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE). O não cumprimento da decisão acarretará em multa de 50 mil reais por dia.

Em sua decisão, o desembargador determinou “a suspensão da greve, com a retomada, imediata, de todos os serviços inerentes a função policial desenvolvida pelos servidores grevistas”. Ele considerou o interesse público e a continuidade do serviço público essencial como o realizado pela Polícia Civil.

De acordo com o Sinpol, o Governo do Estado se comprometeu, mas não apresentou uma proposta concreta de reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho da categoria. Na próxima quinta-feira (19), será realizada uma nova assembleia na sede do sindicato, no Recife, a partir das 9h. No encontro, os policiais vão entregar oficialmente o Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top