Ministério Público recomenda Prefeitura de Caruaru a não utilizar servidores públicos nas eleições de domingo

 

Foto: Edvaldo Magalhães/Arquivo Liberdade

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Prefeitura de Caruaru, Agreste pernambucano, para não utilizar servidores públicos como fiscais de candidatos, partidos ou coligações nas eleições deste domingo (07). O documento foi assinado pelos promotores eleitorais Frederico José Santos de Oliveira e Keyller Toscano de Almeida.

Segundo os promotores, a necessidade da recomendação se deu após denúncia anônima informando que professores e funcionários em regime de contrato temporário, vinculados à rede pública municipal de ensino, estão sendo submetidos a constrangimento, no sentido de serem pressionados a trabalharem como fiscais. A recomendação também cita que esse tipo de atitude configura abuso de autoridade de poder, passível de sanções administrativas.

Em nota, a Prefeitura de Caruaru informou que recebeu com tranquilidade a recomendação e que na administração municipal é considerada nefasta qualquer prática que interfira na livre vontade do servidor, do eleitor e do cidadão. A recomendação em questão foi encaminhada para todos os secretários municipais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top