Dez operadoras de planos de saúde são suspensas

A Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, suspendeu a venda de 31 planos de saúde de 10 operadoras. A medida vai entrar em vigor no dia 8 de dezembro. Elas terão a comercialização suspensa por conta de reclamações recebidas no terceiro trimestre de 2017 no que se refere à cobertura assistencial, como por exemplo, demora no atendimento.

Segundo a diretora de Normas e Habilitação dos Produtos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Karla Coelho, os beneficiários que tiveram os planos suspensos vão continuar a ter assistência normalmente. “Os 167 mil beneficiários dos planos suspensos neste ciclo estão protegidos com a medida e continuam a ter assistência regular.”

Entre os meses de julho e setembro, a ANS registrou mais de 14 mil reclamações devido a precariedade da cobertura ou demora no atendimento. 92% destas reclamações foram resolvidas, mas aqueles casos que não foram resolvidos viraram processos contra as operadoras e foram contabilizados para a suspensão da comercialização.

A cada três meses a ANS monitora e identifica as operadoras e planos com os maiores números de reclamações assistenciais, levam em conta também o número de beneficiários e a segmentação assistencial. Depois que os planos são suspensos, eles só podem voltar a ser comercializados para novos clientes se comprovarem a melhoria no atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top