Sem categoria

Santa Cruz confirma participação na Copa do Nordeste 2018 e entra na fase de grupos

Alírio Moraes assumiu a presidência em 2015 e encerra seu mandato (triênio) no fim deste ano (Foto: Anderson Stevens/FolhaPE)

Após a reunião com a Liga do Nordeste, nesta quinta-feira (13), em Salvador, o Santa Cruz, enfim, confirmou a participação no torneio regional do próximo ano. O presidente Alírio Moraes esteve presente no encontro com Alexi Portela, mandatário da Liga, e com os representantes de outros 19 clubes que irão disputar a competição. A pauta colocada em debate foi justamente sobre o valor da cota que será dividido entre os times e o modelo de distribuição. Assim como em outros anos, os participantes discutiram a premiação absoluta do campeonato.

Em entrevista à reportagem da Folha de Pernambuco, o presidente do Santa, Alírio Moraes, disse que o martelo foi batido, conforme já era esperado. “Antes da decisão, conversei com diretores, conselheiros e alguns sócios. A torcida queria a permanência na Liga e não tínhamos como trilhar outro caminho. Rediscutimos na reunião a questão das cotas que serão pagas. Assim como o Santa Cruz, Vitória, Bahia e Ceará também ficaram satisfeitos com a premiação”, declarou.

Ainda de acordo com o mandatário, o Santa Cruz não irá precisar disputar o pré-Nordestão. Como o Sport desfilou-se oficialmente da Liga, o clube coral herdou a vaga do maior rival. “O regulamento diz isso. A vaga é de Pernambuco. Saímos da terceira posição para a segunda e o Salgueiro passou a ser o primeiro (representante) do estado”, afirmou.

Por fim, o presidente Alírio Moraes valorizou a Copa do Nordeste. “É uma competição que é reconhecida por todos e também está consolidada. Ela é uma das mais importantes do Brasil”, pontuou. O Santa Cruz irá jogar o torneio regional pela quinta vez desde a sua volta em 2013.

COTAS

A reunião também definiu a premiação da edição de 2018. Serão pagos no total R$ 22,5 milhões de cotas absolutas (somando todas as fases). Este ano, a quantia total foi de R$ 18.520.000. Nos anos anteriores, os valores foram os seguintes: R$ 14.820.000 (2016), R$ 11.140.000 (2015), R$ 10.000.000 (2014) e R$ 5.600.000 (2013), respectivamente.

Fonte: FolhaPE

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: