Notícias Últimas Notícias

Santa bate o Salgueiro, se classifica e pega o Operário no mata-mata da Série C

Foto: Foto: Ed Machado

Com o incentivo da torcida no Arruda e um homem a menos durante quase todo o segundo tempo, o Santa Cruz marca gol da vitória no início da etapa complementar e garante classificação às quartas de final

Dever de casa feito e classificação ao mata-mata alcançada. Na noite deste sábado (11), o Santa Cruz contou com o apoio vindo das arquibancadas, jogou com a torcida e venceu o lanterna e rebaixado Salgueiro pelo placar de 1×0, no estádio do Arruda, pela 18ª e última rodada da primeira fase do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C. Mesmo com a vitória no fechamento do returno, os tricolores permaneceram na 3ª colocação, com 28 pontos, e agora enfrentam o Operário-PR, 2º colocado da chave B, ida nas quartas de final da competição. O jogo de ida será no Recife, no próximo domingo (19), enquanto a partida de volta está marcada para o dia 26 deste mês.

O primeiro tempo foi morno. Chances raras de gol, poucas emoções e nada de grito de gol. A torcida que compareceu ao Mundão do Arruda não ficou satisfeita com o que o viu nos 45 minutos iniciais. Com uma escalação mista, o Santa encontrou dificuldades para criar jogadas. As melhores investidas foram pelo lado direito com a velocidade do garoto Mailton, o mais lúcido da Cobra Coral. Mesmo “sem compromisso” por estar rebaixado, o Carcará dificultou a vida dos tricolores, mas também não teve ímpeto ofensivo. Porém, esteve mais perto de abrir o placar aos 41 minutos, quando o atacante Dadá recebeu a bola dentro da área, chutou colocado e a bola passou raspando a trave do goleiro Ricardo Ernesto.

Após o “puxão de orelha” no vestiário, o Santa Cruz voltou mais ligado no segundo tempo. Logo aos 11 minutos, conseguiu balançar as redes com Augusto, que aproveitou o cruzamento do lateral-esquerdo Allan Vieira e escorou a bola para o fundo do gol de Mongradon. Na comemoração, o atacante recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso assim que colocou o Tricolor em vantagem. Com um homem a menos, a equipe comandada pelo técnico Roberto Fernandes recuou, mas foi em busca do segundo gol para liquidar a fatura. Já o Salgueiro se atirou ao ataque para ao menos empatar o duelo pernambucano, mas os donos da casa tiveram as melhores oportunidades, todas com o artilheiro Pipico, que desperdiçou as chances após os cruzamentos de Allan Vieira. Nos minutos finais, a Cobra Coral administrou o resultado e a torcida fez a festa com o triunfo pelo placar magro.

Ficha do jogo

Santa Cruz 1
Ricardo Ernesto; Maílton, Genilson, Augusto Silva, Allan Vieira; Charles, Eduardo, Jailson (Jeremias); Augusto, Leandro Costa (Vitor) e Pipico. Técnico: Roberto Fernandes.

Salgueiro 0

Mondragon; Marcos Tamandaré (André Vitor), Maurício, Vitão, Izaldo; João Ananias, Iury (Peu), Escuro, Marcos Vinicius; Dadá e Erinaldo (Michael). Técnico: Sérgio China.
Local: estádio do Arruda (Recife-PE)
Arbitragem: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC)
Gol: Augusto (aos 11min do 2T)
Cartões amarelos: Augusto (2) (Santa Cruz); Dadá (Salgueiro)
Cartão vermelho: Augusto
Público e Renda: 9.998 e R$ 97.836,00

 

Do Portal FolhaPE

 

Deixe seu comentário