Notícias Últimas Notícias

Náutico joga mal e perde para líder da Série B

Roberto Fernandes montou a equipe no 3-5-2 (Foto: Paullo Allmeida/FolhaPE)

O Náutico entrou em campo para sair momentaneamente da lanterna, engatar uma sequência inédita na temporada de três vitórias consecutivas e diminuir a diferença para os demais times da zona de rebaixamento da Série B 2017. Deixou Minas Gerais com todos os objetivos adiados. Diante do líder América/MG, no Independência, o Timbu foi derrotado por 1×0, com direito à “lei do ex”. Os pernambucanos voltam aos gramados na terça, contra o Figueirense, na Arena de Pernambuco.

Com a intenção de aumentar a estatura do time, melhorando o poder defensivo nos cruzamentos, o técnico Roberto Fernandes montou o Náutico no 3-5-2, com Breno Calixto, Aislan e Feliphe Gabriel na zaga. Precavido e com menos posse de bola, o Timbu se fechou para apostar em contra-ataques.

Antes do jogo, Roberto destacou que o Timbu poderia ter dois tipos de postura: ou partiria para cima como um “franco-atirador” ou jogaria por um lance. A segunda opção prevaleceu. O time passou quase todo o tempo em seu campo de defesa e, quanto tinha a bola nos pés, praticamente a entregava ao adversário.

De mais perigoso, os visitantes conseguiram um chute com Erick. Os mandantes demoraram a criar uma boa jogada. Mas quando fizeram, a bola encontrou o caminho das redes. O lance do gol do América/MG foi construído por dois velhos conhecidos dos pernambucanos. Giovanni, que iniciou a temporada deste ano no Alvirrubro, tabelou pela esquerda e cruzou para Hugo, atacante que vestiu a camisa vermelha e branca em 2014, marcar.

Com Iago na vaga de Diego, o Náutico se soltou mais na segunda etapa. A dificuldade em trocar passes em curta distância obrigou o time a tentar as indesejáveis ligações diretas. Faltou mais participação de Bruno Mota e Erick no jogo. O meia, inclusive, sofreu um choque de cabeça forte com Rafael, mas acabou permanecendo em campo por mais alguns minutos, antes de ser substituído por William Schuster.

Com três zagueiros, era esperado que os laterais avançassem mais. David e Manoel, porém, em nada acrescentaram no setor ofensivo. Em um jogo fraco tecnicamente, o Náutico colocou um freio na reação para sair da zona de rebaixamento. No final, o Alvirrubro não foi páreo para o líder da Segundona.

Ficha do jogo

América/MG 1

João Ricardo; Juninho, Messias, Rafael Lima e Giovanni; Zé Ricardo, Ernandes, Renan Oliveira(Hugo Cabral) e Matheusinho; Luan e Hugo Almeida (William). Técnico: Enderson Moreira

Náutico 0

Jefferson; Breno Calixto, Aislan e Feliphe Gabriel; David (Leílson), Amaral, Bruno Mota (William Schuster), Diego Miranda (Iago) e Manoel; Erick e Gilmar. Técnico: Roberto Fernandes

Local: Independência (Belo Horizonte/MG)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR). Assistentes: Rafael Trombeta e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR)
Gols: Hugo (aos 39 do 1ºT)
Cartões amarelos: Giovanni (A); William Schuster (N)

Do Portal FolhaPE

 

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: