Destaques Notícias Últimas Notícias

Mulher dava cobertura aos marginais que atiraram no jornalista Alexandre Farias

A Polícia Civil apresentou na manhã desta terça-feira (19), em Caruaru, detalhes das prisões dos suspeitos de terem atirado no jornalista Alexandre Farias, da TV Asa Branca. Uma mulher que estava na casa e dava cobertura aos marginais também foi presa, além dos três homens detidos nesta segunda-feira (18), em uma fazenda no Sítio Maniçoba, zona rural do município. Um suspeito morreu em troca de tiros e outro conseguiu fugir.

A polícia chegou aos bandidos após receber uma denúncia. Os policiais foram recebidos a bala em uma casa. Armas e munições foram apreendidas. Além da mulher, foram presos José Raniere de Oliveira Simões, 32 anos; Wagner Santos Figueiredo, 30; e Vitor Luiz Bezerra da Silva, 20 anos.

Em coletiva de imprensa na Diretoria Integrada do Interior (Dinter1), a polícia explicou como ocorreram as investigações e apresentou armas, munições e vários objetos apreendidos na casa. A quadrilha era do Rio Grande do Norte.

Um dos suspeitos era integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC). Todos os presos têm antecedentes criminais e são foragidos da Penitenciária de Alcaçuz, em Natal. Eles teriam fugido durante rebelião ocorrida em janeiro desde ano.

O apresentador Alexandre Farias, 39 anos, foi vítima de bala perdida durante o confronto entre os bandidos e policiais, no sábado (16), no Alto do Moura. Ele foi atingido com um tiro na cabeça e permanece em coma induzido no Hospital Unimed. Os bandidos atropelaram ainda socorristas do Samu que prestavam atendimento a uma vítima de acidente.

O repórter Edvaldo Magalhães, da Rádio Liberdade, acompanhou a coletiva. Ouça as explicações do chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Amaral.

Fotos: Izaias Rodrigues/Liberdade

 

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: