Morre Josias Albuquerque, presidente da Fecomércio – Rádio Liberdade
Destaques Notícias Últimas Notícias

Morre Josias Albuquerque, presidente da Fecomércio

Josias Albuquerque, presidente da fecomércio, faleceu aos 82 anos. (Foto: Divulgação)

Josias Albuquerque, que exercia desde 1996 a presidência do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, faleceu às 10h50 na manhã deste sábado (02), no Real Hospital Português, em decorrência de doença hepática e falência múltipla dos órgãos, aos 82 anos.

O corpo será velado no Salão de Eventos do Sesc Pernambuco(Rua Treze de Maio, 455, Santo Amaro), das 18h deste sábado (02) até as 13h de domingo (03), tendo missa às 11h. Às 14h, acontecerá a cremação no Cemitério Morada da Paz (Avenida Rodolfo Aureliano, 2118, Vila Torres Galvão, Paulista). Ele era casado com Erotides Gomes de Albuquerque, tinha dois filhos e cinco netos.

Perfil – Nascido em 31 de agosto de 1936 no Recife, Josias Albuquerque, formado em Direito e História, sempre foi vocacionado para atividades educacionais. Além da educação, a responsabilidade social e o apoio ao desenvolvimento empresarial de Pernambuco também foram focos em sua atuação à frente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac.

A vida profissional de Josias Albuquerque começou aos 13 anos, na Metalúrgica Recife. Toda a sua formação profissional sempre foi vinculada à educação. Aos 22 anos, ele foi convidado pelo governador Cordeiro de Farias a dirigir a Escola Artesanal de Floresta e mais tarde a instalar no Estado de Pernambuco mais 20 escolas artesanais. Passou também pela Codecipe, pelo Departamento de Formação Profissional da Secretaria do Trabalho e Ação Social, pelo Departamento de Promoção Profissional do Adulto (DEPPA).

Sua atuação rendeu a nomeação de diretor da Escola Artesanal de Goiana e a docência nas áreas de matemática e geometria. Atuou ainda como diretor e licenciando em outras instituições, e professor catedrático de Cultura Técnica. Josias passou, ainda, pela Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco, onde liderou a gestão da Divisão de Ensino Profissional, foi diretor regional do Senac-PE e, em 1995, assumiu a presidência do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac no Estado.

Acreditava no poder transformador da educação e, por isso, nunca deixou de investir na área. Começou no Senac investindo nas unidades móveis, levando educação para todo o interior do estado de Pernambuco, educação profissional e técnica. Depois, investiu no nível superior, criando a Faculdade Senac. Seguiu como entusiasta das ações do Senac, seja construindo escolas, faculdades, centro de convenções, como o de Caruaru, e interiorizando todas as atividades. 

 

Do Portal FolhaPE

 

Deixe seu comentário