Destaques Notícias Últimas Notícias

Ministério Público abre inquérito para investigar aluguel de prédio pela Prefeitura de Caruaru

Foto: Edvaldo Magalhães/Liberdade

O Ministério Público de Pernambuco abriu inquérito civil para investigar o aluguel de um prédio usado como gabinete da prefeita de Caruaru, Raquel Lyra. A ação já foi publicada no Diário Oficial e é um pedido do promotor Marcus Tieppo. Ele questiona a contratação por um ano do imóvel ao valor de 40 mil reais mensais, entre a Prefeitura e a empresa dona do prédio.

Em nota, a Prefeitura de Caruaru diz que não existe irregularidade e informa a inexistência de imóvel próprio para atender à estrutura do gabinete.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura Municipal de Caruaru, em relação à Portaria de Instauração de Inquérito Civil nº 27/2017, expedida pelo Ministério Público do Estado de Pernambuco, que trata da locação de imóvel para acomodar o gabinete da prefeita, do vice e secretarias, esclarece que o referido imóvel atende necessidade urgente em razão das fortes chuvas que acometeram nossa cidade, em maio, e provocaram a interdição do bloco “A” do prédio da Prefeitura. Além disso, informa a inexistência de imóvel próprio para atender à estrutura do gabinete.

O valor da locação, diferente do que consta na referida portaria (R$ 50.000,00), foi de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) e, diante do tamanho do imóvel, concluiu-se que o valor do m² encontra-se dentro da média do mercado.

Informamos, ainda, que, além do gabinete da prefeita e do vice, que ocupam todo o segundo andar do prédio, estão instaladas, no terceiro andar, a Secretaria de Administração, a qual está devolvendo o imóvel que ocupava há sete anos, economizando R$ 10.300,00 (dez mil e trezentos reais) com aluguel, e a Secretaria de Planejamento.

No térreo, também estão funcionando a Secretaria de Governo, Secretarias executivas de Imprensa e Comunicação, além do departamento de Recursos Humanos.

Por fim, informamos que prestaremos todos esses esclarecimentos ao Ministério Público Estadual tão logo sejamos notificados para tal, apresentando a documentação correspondente e comprobatória de todos os atos praticados.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: