Empresa responsável pelo helicóptero que vitimou o jornalista Ricardo Boechat não podia prestar serviço de táxi aéreo – Rádio Liberdade
Destaques Notícias Últimas Notícias

Empresa responsável pelo helicóptero que vitimou o jornalista Ricardo Boechat não podia prestar serviço de táxi aéreo

Foto: Reprodução/Band TV

A empresa responsável pelo helicóptero que vitimou o jornalista Ricardo Boechat e o piloto Ronaldo Quatrucci não tinha autorização para esse tipo de serviço, ou seja, não podia transportar passageiros mediante a um pagamento. O certificado de voo dado pela Anac era apenas para atividades como aero-fotografia e aero-reportagem.

Segundo a Anac, qualquer outra atividade remunerada não poderia ser prestada. Por isso, foi aberta uma investigação para atestar a regularidade do serviço que estava sendo prestado pela empresa.

Foto: TV Globo/Reprodução

O acidente aconteceu no final da manhã, em um trecho do Rodoanel que dá acesso à rodovia Anhanguera. O helicóptero caiu sobre um caminhão. O jornalista, que tinha 66 anos, estava em Campinas palestrando a convite de uma empresa farmacêutica, que fretou a aeronave.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista ISTOÉ. Ele deixa mulher, cinco filhas e um filho.

O motorista de um caminhão atingido no acidente foi resgatado pelo serviço da concessionária que administra a via.

O velório acontece no Museu da Imagem e do Som, nos Jardins, em São Paulo. O sepultamento acontecerá na tarde desta terça (12).

 

 

Deixe seu comentário