Destaques Notícias Últimas Notícias

Cesta básica registra segunda alta do ano em Caruaru

Foto: Helenivaldo Pereira/Arquivo Liberdade

O valor da cesta básica em Caruaru apresentou, em junho, aumento pelo segundo mês consecutivo. É o que mostra a pesquisa mensal feita por alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Gestão Financeira do Centro Universitário UniFavip|Wyden.

Segundo o levantamento, o custo da alimentação básica do caruaruense teve uma alta de 3,05% em seu valor total, chegando a custar R$ 266,20.

Segundo a professora Eliane Alves, responsável pela pesquisa, os itens que mais contribuíram para a alta da cesta básica foram o tomate, o leite e a carne. Já a banana, o café e o feijão registraram queda. Seguindo a tendência dos meses anteriores, a cesta básica de Caruaru continuou apresentando um valor menor que a de Recife. A diferença foi de R$ 89,73.

O comportamento dos preços dos gêneros alimentícios foi de alta em 15 das 20 capitais onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) realizou a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. As maiores elevações foram registradas em Cuiabá, Recife, Curitiba, Belém e Porto Alegre. Já as reduções forma registradas em Campo Grande, Florianópolis, Belo Horizonte, Goiânia e Rio de Janeiro.

A cesta mais cara do País foi a de Porto Alegre e a cesta mais barata continua sendo a de Salvador. A pesquisa mostrou ainda que, em junho, considerando o salário mínimo líquido, o trabalhador caruaruense desembolsou 30,33% da sua renda apenas com as despesas de alimentação.

De acordo com o Ministério do Trabalho, ao considerarmos que a jornada oficial de trabalho é de 220 horas mensais, o trabalhador de Caruaru, no mês passado, precisou trabalhar 61 horas e 39 minutos para pagar o valor apresentado pela cesta básica.

 

Deixe seu comentário